República Popular do Corinthians

23/05/2013

365 dias – Paulinho

República Popular do Corinthians

Foi no dia 23 de maio de 2012 que a torcida corinthiana presenciou um dos momentos mais marcantes da história do futebol alvinegro. Naquela noite, o Timão enfrentou o Vasco pelo jogo de volta das quartas de final da Libertadores. Para conseguir a classificação, a equipe do Parque São Jorge precisava de uma vitória simples, já que havia empatado em 0 a 0 o duelo de ida no Rio de Janeiro.

Paulinho foi o responsável por fazer o Pacaembu tremer. Aos 42 minutos da segunda etapa, o meia Alex cobrou escanteio na medida para o camisa 8, que subiu sozinho e cabeceou pingado no canto do goleiro Fernando Prass. O Bando de Loucos explodiu em emoção. Na comemoração do gol, Paulinho subiu no alambrado e abraçou um torcedor corinthiano, cena que ficou marcada para sempre na história do futebol sul-americano.

Além do gol inesquecível, a partida também ficou marcada pela defesa histórica de Cássio no chute de Diego Souza. O adversário aproveitou um passe errado do Timão e chegou sozinho na cara do gol aos 18 min da etapa final. Mesmo com o chute no cantinho, o arqueiro alvinegro conseguiu se esticar ao máximo e espalmar a bola para fora.

Outro momento que o torcedor não vai esquecer tão cedo foi protagonizado pelo treinador do Alvinegro. Tite foi expulso de campo aos 10 minutos do segundo tempo e, quebrando todos os protocolos, dirigiu-se à arquibancada e assistiu ao resto do jogo como um legítimo louco do bando. Quando Paulinho mandou a bola para o fundo da rede, pulou e comemorou igual o resto dos 30 milhões de fiéis espalhados pelo mundo.

Obrigado, Paulinho. Obrigado, Corinthians!



Sobre o Autor

Pablo
Coordenador de Suporte, Governador da República Popular do Corinthians e Louco pelo Timão!




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.