Paulistão

10/02/2013

Não leve a mal: hoje é Carnaval.

Tudo indicava que teríamos um jogo tranquilo, uma partida com tudo encaminhando para um placar se não elástico, pelo menos com a garantia dos três pontos. O time titular Campeão Mundial estaria praticamente completo em campo, o adversário levou quatro gols do São Bernardo que está em campanha sofrível, era só questão de tempo.

A torcida, clichê nos últimos jogos, compareceu em peso e vamos insistir no positivo que é você ter uma participação tão intensa e marcante. O peculiar do jogo de ontem era que mesmo com o feriado prolongado, o alto preço dos ingressos e ser dia de desfile da escola de samba da maior torcida, tivemos a presença de mais de 27 mil pessoas. Pacaembu lotado para ver o Todo Poderoso.

O primeiro tempo teve como característica a falta de emoção e objetividade em fazer o gol, mais de uma dezena de escanteios cobrados de maneira quase leviana e sem perigo real de balançar a rede adversária. Guerrero tirou o time da mesmice fazendo o gol e que fase do jogador!

No intervalo o Corinthians deve ter pensado em tirar um cochilo para aproveitar os bailes e desfiles de logo mais a noite porque voltou numa lerdeza que além de não ser atual perfil do nosso time, comprometeu o jogo; levamos o empate e a virada em pouco tempo.

Não entendo dos quesitos de avaliação das escolas de samba, mas não precisa de muito para dizer que nossa evolução, harmonia e conjunto foram fraquíssimos na tarde de ontem. Apresentamos falhas individuais e coletivas que não “são nossas” diante de um adversário que tem como maior destaque um jogador que já é patrimônio histórico do futebol e um goleiro visivelmente fora de forma e que não jogava há anos.

Imagino que o Tite pensou em ganhar o jogo e fez algo daquelas coisas que só fazemos porque, afinal, é Carnaval! Resolveu deixar o time ofensivo e tirou os dois laterais. Você lembra uma única vez em que ele tenha armado o time assim?! O treinador tinha avisado ao grupo de torcedores mais contentes e ofensivos que ver Sheik, Guerrero e Pato juntos seria difícil, mas essa festa brasileira contagiante (e um placar adverso) faz da fantasia, realidade.

O São Caetano, mesmo com um jogador a menos, posicionou-se na defesa e nossas tentativas  paravam em seus jogadores ou em batidas que não levaram grande perigo. Continuamos tentando até o gol de Paulinho estávamos naquele momento “tudo ou nada” e lembrando que para nós nada é fácil e/ou gratuito.

Está certo que o jogo não foi bom, mas a chuva que caiu forte, a animação popular e o empate “na raça” acabou fazendo com que não deixássemos o sonho de lado e continuássemos todos e cada um, acreditando na fantasia de mais um campeonato.

Vou me atrever a avaliar o desempenho individual de nossos jogadores:

Danilo Fernandes: tem muito potencial, mas considero que não está tão seguro e/ou acima do nível do Júlio César. Observo que precisa trabalhar a reposição de bola e seu posicionamento porque tive a impressão de que fica um tanto adiantado.

Alessandro: o pomo da discórdia entre a colaboradora que escreve e o dono do blog, jogou abaixo da média ontem e a coroação foi sua falha individual no primeiro gol do adversário. Falhou ainda em algumas estocadas ofensivas. Já perdoei.

Gil: mesmo numa tarde fraca, foi o melhor da zaga.

Paulo André: Jogou muito estranho. Precisa trabalhar urgente a mania de jogar as bolas, mesmo as mais simples e de fácil domínio, para a lateral.

Fábio Santos: Fiz questão de observá-lo muito bem porque tenho “mania de perseguição” com alguns jogadores e suas fases. Não está seguro nas jogadas mais simples e apesar de ter iniciado a partida muito bem, meio que deu uma estacionada.

Ralf: Jogador com raça, coração, técnica. Em uma jogada linda que uniu todas as qualidades evitou, sem falta, um ataque quase fulminante do adversário. Lance sensacional!

Paulinho: Outro que é a nossa cara porque é daqueles que você não percebe direito, mas está lá com o que tem de melhor! Apoiou, atacou, marcou e foi, junto com o Guerrero, um dos melhores em campo.

Jorge Henrique: Não conseguiu uma sintonia maior com Alessandro e suas tentativas de jogadas foram em vão.

Danilo: No primeiro tempo ainda se apresentou e tentou algumas jogadas, mas não foi bem.

Emerson: Sem “pegar no pé” está devendo há alguns jogos, tem umas jogadas e lances ótimos e brilhantes, está apoiando o time, mas longe de ser quem é. O único que conseguiu sair do jogo com três pontos (!)

Guerrero: O cara é sensacional, além de uma fase em que marca jogo sim e jogo também, corre, marca, sofre falta, “amarela/avermelha” o adversário. Sua vibração com o gol também é singular.

Pato: Novamente teve seu nome aclamado pela torcida, entrou com muita movimentação, toque, tentativas, mas esbarrou na defesa adversária. Sua colombina estava na platéia observando-o com atenção. Ah! O Amor!

Renato Augusto: Não lembro…e agora, Arnaldo?

Romarinho: entrou na correria e acertou alguns passes, entre eles o que gerou o gol do Paulinho.

Tite: Em tarde de Carnaval apostou na fantasia da ofensibilidade!

 

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 X 2 SÃO CAETANO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data: 9 de fevereiro de 2013, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa
Cartões amarelos: Alessandro (Corinthians); Samuel Xavier e Gabriel (São Caetano)
Cartão vermelho: Eli Sabiá (São Caetano)
Público: 25.392 pagantes
Renda: R$ 920.876,00
Gols:
CORINTHIANS: Guerrero, aos 37 minutos do primeiro tempo, e Paulinho, aos 42 minutos do segundo tempo
SÃO CAETANO:Rivaldo, aos três minutos do segundo tempo, e Danielzinho, aos 19 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Danilo Fernandes; Alessandro (Romarinho), Gil (Renato Augusto), Paulo André e Fábio Santos (Alexandre Pato); Ralf e Paulinho; Jorge Henrique, Danilo e Emerson; Guerrero

Técnico:Tite

SÃO CAETANO: Fábio Costa; Samuel Xavier, Gabriel, Eli Sabiá e Fernandinho; Moradei, Leandro Carvalho, Eder e Rivaldo (Aílton); Danielzinho (Adriano) e Vandinho (Jobson)

Técnico: Geninho

[nggallery id=11]

[flowplayer src=’http://pablo3.hospedagemdesites.ws/videos/corxscae.mp4′ width=640 height=480 splash=’http://www.almacorinthiana.com.br/?attachment_id=1155 autoplay=true]



Sobre o Autor

Pablo
Coordenador de Suporte, Governador da República Popular do Corinthians e Louco pelo Timão!




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.